NEWS

DE AGORA EM DIANTE NÃO PEQUES MAIS!

Uma reflexão para a Quaresma

de Pe.Matteo Bizzotto icms


O evangelho deste domingo nos fala de uma mulher que vem resgatada por Jesus. Ela pecou de adultério. Um pecado pelo qual a lei mosaica prevê a morte pela lapidação. Esta mulher estava destinada a morrer. Mas Jesus impede que isso aconteça.
Os fariseus tentam colocar Jesus dentro de uma armadilha. Se ele tivesse dito abertamente “não” ao apedrejamento, ele teria ido contra a Lei mosaica. Se ele tivesse dito “sim!” ele iria contra a sua própria mensagem de misericórdia e teria violado também a lei romana que naquele tempo proibia a condenação à morte de alguém. Em qualquer caso, os fariseus pensavam que tinham a oportunidade para desacreditar Jesus.

A resposta de Jesus surpreende todos: “Quem dentre vós não tiver pecado, seja o primeiro a atirar-lhe uma pedra "

Desta forma, ele forçou os fariseus pra olhar dentro de si mesmos. Na verdade, eles julgavam os outros, mas não examinavam a si mesmos.
Quantas vezes nós agimos da mesma forma! Enquanto cada um, olhando para dentro de si, descobre de ser pecador! Antes de julgar e condenar os outros, deveríamos olhar primeiro em nosso coração! E descobrir que não podemos permitir-nos de julgar os outros. Nós não conhecemos o passado deles e, talvez, o que os levou ao pecado era desespero, engano, a falta de encontro de um amor verdadeiro que possa dar sentido à vida, como provavelmente, aconteceu a esta mulher do Evangelho.
Mas depois dessas palavras de Jesus, todos -começando dos mais idosos- (que provavelmente tinham mais pecados) vão embora, deixando apenas Jesus e esta mulher.

Agora, ela é deixada sozinha. Todos foram embora, o único que fica é Jesus!
Quantas vezes esta é a experiência que temos depois do pecado... Nos sentimos sós, usados e abandonados, sem paz, sem felicidade apesar do prazer que o pecado pode nos dar. Mas não devemos desesperar, porque é precisamente neste momento que podemos estar a sós com Jesus e sentir seu abraço do amor e misericórdia que chega perto de nós, não nos condena, mas nos perdoa novamente.

Porém devemos entender bem as palavras que Jesus disse à mulher: ''Eu também não te condeno.”
O que significa isso? Jesus não está justificando o pecado dizendo: vai tranquila, faça aquilo que quer, tanto depois eu vou te perdoar!". Ele diz: Não peques mais! Esforça-te de não pecar mais!

Este é o verdadeiro significado de se converter! Ser uma pessoa nova! Deixar uma vez por todas o passado e o pecado.

Há dois obstáculos que podem atrasar o nosso caminho de fé e ameaçam nos fazem perder o paraíso também: dois obstáculos bastante opostos. Um diz: “Deus é bom, misericordioso, eu posso fazer o que eu quero... Deus é misericordioso, é bom, é manso. Um dia Ele vai me perdoar!” Isto é um grande risco, porque desse jeito a pessoa nunca vai se corrigir dos seus pecados! E quem sabe se terá tempo de se converter!
Por outro lado, o risco é o desespero: “Meus pecados são demais grandes e terríveis... Deus não pode me perdoar. Nunca que eu vou conseguir me libertar dos meus pecados” e assim se continua a pecar pensando que Deus não pode mais nos perdoar. O Desespero nos mata, assim como a falsa esperança pode nos matar.
Essa atitude também é errada. È hoje o tempo da conversão. È hoje o momento em que Jesus pode te perdoar e dar uma nova vida, como fez com essa mulher.
Essa frase que diz que Jesus é fundamental na nossa vida “'Eu também não te condeno. Podes ir, e de agora em diante não peques mais!”

Mas refletindo bem, pensamos; Jesus não é exigente demais? Não peques mais! Não cair mais no pecado! Como isto é possível? Quem pode exigir isso de uma pessoa? Não peques mais!
Vimos que a mulher é deixada sozinha, fica sozinha com Jesus. Ela então conhece um relacionamento totalmente exclusivo com Ele.

O que isso nos ensina? Quando é que os nossos erros podem mudar? Quando é que podemos acabar com os nossos pecados?
Quando fazemos experiência de uma relação íntima e pessoal com Jesus!
É o que diz São Paulo na carta aos Filipenses: “Considero tudo como lixo, para ganhar Cristo e ser encontrado unido a ele.” Ser encontrado unido a Ele! E onde nós encontramos Jesus?
Particularmente nos sacramentos e, especialmente, no sacramento da Confissão e da Eucaristia.
Quando vamos nos confessar estamos lá sozinhos com Jesus. O sacerdote é um meio, mas através dele é Jesus que acolhe, é Jesus que perdoa, é Jesus que nos da a força pra deixar o pecado! A escravidão do pecado... porque talvez dentro de nós sabemos de ser escravos daquele vicio ou pecado... Queríamos non libertar, mas não conseguimos. Como se pode não mais pecar?

A gente pode ver nesse Evangelho: Quando é que essa mulher muda? Quando fica sozinha com Jesus! Ela pode conseguir não mais pecar porque ela fez a experiência de Jesus, que não condena mas perdoa! A partir daquele momento a vida dessa mulher está cheia de uma outra coisa. Existe alguém com quem ela é íntima, alguém que fica sozinho com ela. Quando a solidão do homem é quebrada pelo amor de Deus então é possível deixar o pecado.

Se nós nos esforçamos para não pecar só porque o ato que fazemos é errado, só porque tem uma regra de observar nós nunca vamos parar de pecar. Vamos continuar a ir do pecado para a confissão, do pecado para a confissão o tempo todo sem realmente mudar a nossa vida! Por quê? Porque só tentamos corrigir os maus hábitos, porque eles são maus hábitos, mas isso não nos leva a lugar nenhum!
Se a lei, os mandamentos tivessem em si o poder de nos mudar, não haveria necessidade de Jesus morrer na cruz.
Mas Cristo tomou sobre si a cruz para que possamos descobrir qual é a verdadeira alternativa para o pecado: a intimidade com Deus!
Deus nos dá muito mais do que pode nos oferecer o pecado! Essa descoberta muda a nossa maneira de pensar. Não evitamos o pecado porque tem uma lista de coisas que não posso fazer! Mas porque eu descobri a beleza de Jesus, a beleza de viver na sua graça, eu encontrei finalmente a paz e a felicidade que me dá o seu amor.
O pecado me rasga de Cristo, me rasga daquele que me ama, que me acolhe. Preciso estar sozinho com Cristo! Quando iremos conseguir fazer essa experiência de intimidade pessoal com Jesus, pronto! O pecado acabou! Não tem mais a necessidade de pecar, como não haverá mais necessidade desta mulher procurar um homem! Ela encontrou o verdadeiro esposo da sua alma!
Que todos nós nesse caminho quaresmal podemos ter a graça de um encontro pessoal com Jesus que mude, de fato, a nossa vida.

Em destaque

Novas Colaboradoras da FCIM
Dia 13 de maio de 2022

A IMACULADA LUZ
08 de dezembro

São José
As Virtudes de São José

Encontro de casais
Realizado no dia 04 de julho de 2021

CALENDÁRIO EVENTOS

FAÇA SUA DOAÇÃO AGORA

Com uma pequena doação você poderá reacender a esperança de homens, mulheres e crianças no Brasil e também na Itália.

Dona alla fondazione

A revista “Maria di Fatima”
A revista oficial da Família do Coração Imaculado de Maria

FAÇA JÁ SUA ASSINATURA |

NEWSLETTER

A newsletter é um instrumento para permanecer sempre em contato conosco e para ficar sempre atualizados sobre as principais atividades da Família do Coração Imaculado de Maria. Fazendo sua inscrição você receberá gratuitamente notícias, links e artigos.

Doses de espiritualidade